29 agosto 2016

DO MEU OBSERVATÓRIO: O JULGAMENTO DE DILMA NO SENADO


https://encrypted-tbn3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQtoCtwvAhp1E_I_nhNJOVmE81_FvtoGnE6UT5u1I1jtka7kK8tO discurso da Presidenta Dilma, foi em parte sereno, colocando os pingos nos is, depois perdeu-se no tempo e espaço. A construção (em tese) faltou parte de base substancial. No entanto,  também determina a improvável abertura de precedentes para as outras esferas governamentais. Deixando claro (em tese), golpe a democracia, revelando também um jogo de cartas marcadas no Senado. 
Em minha opinião, PT-PMDB, foi uma aliança nefasta a nação com Dilma. Nos governos Lula, a senzala teve o seu destaque e isto a gente não pode negar. Como também não podemos sonegar os méritos ao PT do ponto de diminuir a pobreza (bolsa família e de implemento a agricultura familiar, FIES, Pronatec....) e possibilitar saídas na economia, saúde e educação. Só que depois, cabe-se ressaltar que nem o PT queria a candidata preferida por Lula. Daí, as violações ao orçamento são claras, mas a quebra da aliança política foi o que deflagrou o atual caos. Qual o esforço fiscal e deficit orçamentário, quem fiscalizou a provável quebradeira da economia?
Interesses escusos estão por trás da manobra contra Dilma. Não estão interessados no bem do Brasil, como também o governo Dilma, que abriu benefícios até para a FIFA; o que dizer de Cuba, Venezuela, Bolívia....No entanto, cabe ressaltar que há apoio aos bolivarianos, africanos, palestinos, terroristas e quase que rechaço total aos judeus. Como explicar? 
Só que também os "ilustres" legisladores que foram eleitos para fiscalizar e defender a população, à época, por que não fizeram o acompanhamento na íntegra? Agora, buscam factoides contra a democracia, com o fato de trama, conspiração de supostos e ex aliados.  Agora, Dilma é satanizada isoladamente e o PMDB de Temer e Cunha com suas propostas contra a saúde, aposentados e classe trabalhadora, passam como invisíveis.
Ser tucano ou da rede, também não fará bem ao país, pois contribuição de fato ao povo não se observa. O que se pede, da minha parte, uma nova eleição e com ultra fiscalização dos votos para evitar dúvidas. É isto.
No entanto a intencional usurpação do poder por atuais traidores, que eram da base governamental, sob a atual tutela de Deputados com contas na Suíça, ex-Presidente da República com coisas inexplicáveis, Senadores que descumprem ferrenhamente a lei, com uso de drogas a latifúndios, de trabalho escravo a fanáticos religiosos....(é o que dizem em Brasília). Dilma, que não votei e não votaria, é vítima de alianças espúrias. Não vou esconder o caos social com 12 Mi de desempregados e inflação em alta, mas a inviabilidade política com Cunha era notória, onde o próprio ainda sequer foi cassado.
Ataque a governabilidade e aos pobres é a clara intenção. 
Erros aconteceram e os acertos não se contabiliza? Só se enumera os fracassos? A Casa Grande sempre quis detonar a senzala. Os dois governos de Lula colocaram a alto estima do povo em elevação. Falo do ponto social, não trato das questões familiares e pessoal que cabe a justiça. A elite nunca aceitou isto. Para piorar os  títulos Doutor Honoris Causa, causaram desconforto na burguesia.
A escolarização do pobre aumentou, bem como graduação e pós, com aumento e acesso  nas universidades federais, que multiplicaram-se do sertão ao litoral. As domésticas  tiveram mais direitos, o que para alguns e amigos dizem ser “um absurdo”. Outro detalhe, não suportado foi ver a ascensão dos negros, como eu, sair da senzala, pisar na escola técnica, faculdade, universidade e aeroporto país a fora.  
Os privilégios foram retirados, despencar global da economia e fuga de recursos, não se enumera do ponto crítico centrado e sim meramente político. Sou brasileiro, nordestino, pernambucano, olindense de nascimento e paulistense por moradia. Não sou partidário de quem quer acabar com a nação. 
No entanto, se pedalada é crime e muitos políticos ficaram inelegíveis pela junção de crédito suplementar sem respaldo das casas legislativas correspondentes, a Presidenta Dilma não pode ficar impune para privilegiar parceiros externos via BNDES, portanto deve sair do governo junto com o Temer e ser convocada nova eleição já. Esta é a minha humilde observação.

PARA ASSISTIR A TRANSMISSÃO DA TV SENADO DO PROCESSO DE JULGAMENTO DE IMPEACHMENT DA PRESIDENTA DILMA

https://www.senado.gov.br/noticias/tv/web/views/Display.asp?canalnro=11&autoplay=true

23 agosto 2016

VEJA A REPERCUSSÃO DA MORTE DO JORNALISTA GENETON MORAES NETO

Com mais de 40 anos de carreira, ele deixou reportagens memoráveis.

Além dos trabalhos na imprensa, como escritor publicou diversos livros.

Do G1 Rio

O anúncio da morte do jornalista e escritor Geneton Moraes Neto rapidamente repercutiu nas redes sociais nesta segunda-feira (22). O nome dele figurou entre os assuntos mais comentados no Twitter, por exemplo, onde colegas de profissão lamentavam a perda e prestavam homenagens.

Geneton tinha 60 anos e estava internado desde maio na Clínica São Vicente, na Gávea, Zona Sul do Rio. Ele sofreu um aneurisma na aorta, o que motivou a internação, e teve diversas complicações em seguida.
Com mais de 40 anos de carreira, ele trabalhava na Globo desde o início dos anos de 1980. Foi editor do RJTV, editor-executivo e editor-chefe do Jornal da Globo, editor do Jornal Nacional, repórter e editor-chefe do Fantástico.

Veja abaixo algumas das manifestações públicas de pesar pela morte do jornalista.
Alvaro Costa e Silva – jornalista
"É um dia de luto para o jornalismo brasileiro e, para mim, em particular, uma imensa dor a morte de Geneton Moraes Neto. Entre outros, Geneton Moraes Neto deixa grande livro com depoimentos sobre a primeira Copa no Brasil, a do Maracanazo: Dossiê 50.
Amir Labak - crítico de cinema, cineasta e dramaturgo
"Boa praça, craque da entrevista, repórter e documentarista de raro faro."

André Trigueiro – jornalista
"Consternado com a passagem do amigo e jornalista dos mais talentosos que conheci. Obrigado Geneton Moraes Neto! #RIP"
Eduardo Faustini - jornalista
"Acabei de perder um ídolo, uma referência no jornalismo, Geneton Moraes Neto. Meu coração está sangrando de dor."
Fernando Gabeira – jornalista, em entrevista à GloboNews
"Me lembro do grande entrevistador que ele foi. Tivemos juntos durante um fim de semana praticamente fechados num hotel, ele fazendo um livro de entrevistas que resultou em um daqueles dossiês que ele publicava. Depois, nos aproximamos mais como colegas de trabalho e conversávamos muito, quase todo dia, sobre o trabalho, porque nós temos uma paixão em comum, que são as histórias e os personagens. Estou perdendo não apenas um amigo, mas um parceiro de trabalho.”

Flávio Fachel - jornalista
"Geneton Moraes Neto se foi. Deve estar fazendo perguntas lá em cima. Não se surpreenda se ele surgir com respostas: ele sempre as conseguia."

Hilton Antonio Mendonça Britto Júnior - jornalista
"Geneton Moraes Neto, uma perda irreparável no telejornalismo brasileiro."
Jorge Bastos Moreno - jornalista
"É um dia de luto para o jornalismo brasileiro e, para mim, em particular, uma imensa dor a morte de Geneton Moraes Neto. Perdi há pouco um grande ídolo e grande amigo: Geneton Moraes Neto, um dos maiores repórteres que conheci.. Foi ele que me botou na tv. Geneton me indicou pra fazer o programa "Preto No Branco" no Canal Brasil e me deu aulas pra enfrentar esse novo desafio. Meu mestre querido."

Marconi Perillo - governador de Goiás
"O jornalismo brasileiro perdeu hoje Geneton Moraes Neto. Um dos maiores entrevistadores do País."

Michel Temer - presidente em exercício
"Lamento a morte de Geneton Moraes Neto que, com suas reportagens, contribuiu de maneira decisiva para lançar luzes sobre nossa história."

Paulo Câmara - governador de Pernambuco
"O jornalismo brasileiro fica mais pobre com a morte de Geneton. Ao longo dos anos, o pernambucano se tornou referência e inspiração para várias gerações de profissionais da nossa Imprensa. E uma fonte de grandes reportagens para todos nós. Nos seus 40 anos de profissão, Geneton nunca abandonou a paixão de repórter pelas boas histórias e pelos personagens que delas fazem parte. Minha sincera homenagem a esse filho de Pernambuco, mestre do jornalismo".

Serginho Groisman - jornalista
"Triste com a morte de Geneton Moraes Neto. Um homem que honrou a profissão de jornalista."

Tino Marcos - jornalist
"O Geneton Moraes Neto era chamado na redação de Genioton. Um pequeno exemplo do que ele representava para os colegas. Ídolo de muitos."

Vinícius Dônola - jornalista
"Geneton Moraes Neto. Um baita amigo. Um entrevistador inigualável. Confidente, professor, parceiro de redação por anos a fio. Q falta fará."
  •  
Geneton home nova (Foto: Editoria de arte/G1)Geneton Moraes Neto mantinha um blog no G1 desde 2009 (Foto: Editoria de arte/G1)

17 agosto 2016

DO MEU OBSERVATÓRIO: EM MENOS DE DOIS MESES, FALECEM TRÊS ACS NO PAULISTA-PE. A SAÚDE DO TRABALHADOR EM DEBATE.



Diante de três mortes de ACS e de uma ACE no Município do Paulista-PE, em menos de dois meses, o processo de saúde do trabalhador e de vigilância em saúde do trabalhador tem de ser realmente revisto  e não só  teorizado.

https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xlp1/v/t1.0-9/s851x315/13882321_1243913828975620_6274023326038188041_n.jpg?oh=73837977db8cfb991b31b10eb515729d&oe=584F74D1&__gda__=1482190889_fd55f2402b940f4697c795909998f370A senil proposta e que não sai sequer do croqui de “quem cuida do cuidador” onde e quando será implantada de fato e de direito? Se depender do Conselho Municipal de Saúde, aí  que as teorias multiplicam-se, junto ao (espero que não) mais óbitos,  como consta também a inércia do Comitê de Morte Materna local.

Doenças e agravos multiplicam-se e nada é feito de fato. Basta observar a falta de prevenção a saúde do trabalhador com olhar humano, e não apenas de maneira genérica e dentro da cartilha especializada da ST.
A proteção do trabalhador no todo, é esquecida, basta olhar os Agentes de Combate as Endemias e todo um lidar cotidiano com veneno.  Trocaram o larvicida depois de anos. E os agravos? Vale a pena a insalubridade, onde o destino é doença?  
E quanto aos ACS, o descuido com a proteção solar e como se expor menos aos raios sem EPIs? Tudo isto, discutimos e apresentamos propostas, enquanto conselheiro de saúde. A réplica consistia sempre em orçamento e custos. Quando se vai discutir noutras esferas, não gostam de falar de orçamento e aí a saúde do trabalhador é descaracterizada e politizada. Só que os companheiros que partiram sem assistência, não voltam e não votam mais. Vamos eleger ou reeleger descomprometidos com a nossa causa? Quem será o próximo a receber a coroa de flores? Espero firmemente que nem tão cedo, participemos de outra cerimônia.

O  que a gente sabe na prática, é que a saúde do trabalhador é negligenciada culturalmente pelos atores principais, coadjuvantes e grande elenco. Ao se falar do SUS tem-se um conjunto de práticas sanitárias, articuladas, cuja especificidade não está de fato (digo in loco) centrada na relação da saúde com o ambiente e os processos de trabalho, exceto na vigilância em saúde, para a melhoria das condições de vida e saúde geral da população. A prevenção é feita, mas a auto prevenção, passa longe do trabalhador.

Para se ter uma idéia, há enorme dificuldade (em boa parte das UBS) onde o Trabalhador em Saúde e que trabalha diretamente com o médico, (falo especificamente do ACS) manter minimamente uma relação de atendimento e de feedback nas necessidades básicas. Como que o processo fosse pautado na seguinte forma, o profissionalismo inibindo o assistencialismo, que vai sendo protelado até chegar no óbito. Já que uma causa por esforço repetitivo, puxa outra.

Portarias habilitando cadastros de CNES ,  repasse de recursos feito pela RENAST, CEREST e demais siglas em muitos locais, sequer  avaliam o andamento das ações em Saúde do Trabalhador tendo as singularidades e especificidades que devem ser observadas. Cada caso estudado  é um caso específico, pois somos únicos. Só que os gestores não vêem assim, pelo contrário, observam só o bloco  de recursos.

Outra coisa em que serei repetitivo, o processo saúde–doença, requer um olhar próprio na saúde do trabalhador, pois só em Paulista, por exemplo, quase que se estabelece processo de doença-morte, como nos demais locais. Não só pelos óbitos e sim pelos afastamentos e desvios de função. O que se considera como fator determinante da condição de saúde? Outra coisa não menos importante, quais os agravos que permitem a intervenção na geração dos mesmos?

Até o tecnicismo da saúde do trabalhador está absolutamente inerte, calado ou pré inexistente? Perguntar não ofende: Quando foi a última reunião da Comissão de ST? Quem sabe informar sobre notificação e sub-notificação dos acidentes de trabalho, que é ainda mais acentuada no caso das doenças profissionais, pela dificuldade de diagnóstico e de estabelecimento causal?!

Lembro que enquanto participante do Conselho Municipal de Saúde do Paulista, com objetivo de melhorar as notificações compulsórias de interesse à saúde do trabalhador, foram montadas estratégias, formatadas  capacitações  para os profissionais de saúde.

Lembro também que sugerimos prioridade na atenção primária, haja visto na abertura da última conferência municipal de saúde, o discurso de prevenção foi magnífico. No entanto, não gostaram dos apartes da minha pessoa (Adalberto Filho) e do companheiro Alex Nacto, no tocante  ao cuidado com os profissionais Técnicos e dos Agentes Comunitários de Saúde e do controle social que atuam na rede municipal, bem como do usuário trabalhador e assim melhorar a atenção, prevenção e notificação. Onde a gestão tentou logo justificar o quase que injustificável.

Lembrando que a inclusão da atenção à Saúde do Trabalhador, não é favor e sim  atribuição do Sistema Único de Saúde, estabelecida na Constituição Federal de 1988, fruto da 1ª Conferência Nacional de Saúde do Trabalhador, realizada em 1986, que determinou a execução de “ações de saúde do trabalhador”, bem como a colaboração “na proteção do meio ambiente nele compreendido o do trabalho”.

Assim o conceito de Saúde do Trabalhador  é amplo e entendido como um conjunto de atividades que se destina, através de ações das vigilâncias epidemiológica, sanitária e ambiental, à promoção e à proteção da saúde dos trabalhadores, ferramentas que proporcionam um ambiente de trabalho saudável e seguro, bem como à recuperação e à reabilitação da saúde dos trabalhadores submetidos aos riscos advindos das condições e processos de trabalho.

O objeto da mesma é a relação entre o processo saúde-doença-recuperação e o próprio trabalho, não só incapacidade e óbito.

Finalizo dizendo que há um programa de Vigilância em Saúde do Trabalhador (Visat) onde considera o conhecimento dos trabalhadores sobre condições, ambientes e organização do trabalho.

Aqui , alguns entendem que nós teorizamos muito, não tempo para ouvir, e só quando querem escutam o que lhe agradam.  Até quando a categoria vai aceitar o que tende  mais a se aproximar de escárnio? Qual a pressão consciente e cabível nas entidades representativas, Comissão de Saúde do Trabalhador e dos Conselhos Municipal e Estadual de Saúde?

Estou aqui fazendo o papel de interlocução próprio, cobrando os serviços de saúde e deflagrando ações, sejam de ordem interdisciplinar e interinstitucional, antes de ser sindicalista e ACS, sou pessoa, usuário do sistema SUS estando intimamente relacionado ao processo de trabalho e à saúde. Além disso, constitui um programa de promoção à saúde dos trabalhadores que traduz os objetivos e finalidade do SUS. Só que da maneira que vai, vamos enterrar uns aos outros, colegas e amigos e nada será feito? 
Vamos carregar a culpa da negligência, onde nenhum legado satisfatório será desfrutado ainda em vida? Não. Rechaço tal idéia e, novamente temos que voltar as mesas de reuniões não com teorias mirabolantes sem a menor intenção de execução. Proponho a iniciação dos fóruns urgentes e práticos com as categorias da saúde para as deliberações específicas. Tenho dito e aceito sugestões.

10 agosto 2016

PAULISTA DÁ ADEUS A VILMA SANTANA - PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DOS AGENTES DE COMBATE AS ENDEMIAS

https://fbcdn-photos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xfp1/v/t1.0-0/p526x296/13938479_1237782876255382_2265067671886922012_n.jpg?oh=e9b1f73fcfefb4d5ab0efd944cddf32a&oe=581F1B7A&__gda__=1482165163_5658f2c9c96076be569f5019b2cc26f3 

https://fbcdn-sphotos-a-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xfa1/v/t1.0-9/13924875_629414023885052_3136906610603524446_n.jpg?oh=078ab0cb2aed8bf7063f9e6e82c73f6b&oe=585BA349&__gda__=1478064767_416c4ea63311f7bc3945b0c008779e23 
O corpo de Vilma Santana (Presidente da  Associação Municipal dos Agentes de Combate as Endemias do Paulista - AMACEPA) que faleceu na manhã desta Terça Feira 09/08, já encontra-se no velório localizado no plenário da Câmara de Vereadores do Paulista. Sepultamento acontecerá nesta Quarta 10, às 11h no Cemitério do Público do Paulista. Vilma, há décadas que teve uma trajetória de lutas a frente da sua categoria  com êxito, deixando um legado para quem a conheceu. 
Sempre defendendo com unhas e dentes os seus pares, sai de cena injustiçada pelo SUS que tanto defendeu, mas fez e escreveu capítulo  importante  da história da prevenção na saúde do Paulista. Entendia como poucos o sistema burocrático e blocos de financiamento. 
Sabia dos riscos enfrentados por sua categoria. Compartilhava dos anseios e desejos, buscava soluções adequadas, alinhava-se na defesa do melhor para os trabalhadores. 
Era firme nas suas convicções e honesta na divisão dos bens. Criticava e apontava soluções com simplicidade. Era brava, mansa, alegre e igualmente irônica com quem queria passar a perna nos interesses da categoria ou dos seus agentes.  Sabia ouvir quem era sincero, e tinha resposta curta e grossa para quem pensava que a mesma era leiga nas matérias de prevenção e adequação da qualidade do serviço dos Agentes de Combate as Endemias. 
Junto ao Sindicato dos ACS, firmamos várias parcerias de sucesso, desde a luta por melhores condições de trabalho, salário, salubridade, troca de veneno por larvicida biológico, efetivação, adicional salarial, piso salarial e esboço do plano de carreira. Mesmo com saúde frágil, dedicou-se ao máximo com sua vida em prol da causa que abraçou.
Tenho muito orgulho por conviver e aprender por mais de uma década, com esta guerreira. Onde quando falavam demais, a mesma pegava o telefone, para saber se determinadas estórias, tinha procedência, antes de emitir seu parecer. Vilma, deixa filhos, netos e amigos.

06 agosto 2016

DO MEU OBSERVATÓRIO: A OLIM-PIADA DO PÃO E CIRCO

https://2.bp.blogspot.com/-7l5O4_qgRZE/Vt9CI4kaayI/AAAAAAAAJy8/nbve_l1FwtE/s1600/olimpiada.jpg 
 
O interessante da abertura da olim-piada, foi que pesquisaram até nos blogs sobre a repercussão  da cerimônia. Pão e circo, sempre foram especialidades a moda da casa. As dificuldades do povo e as constantes más notícias, por uma noite foram esquecidas ante as tragédias. 
Folia, alegria, batida do samba, musa da passarela, organização, cor e boas escolhas para representação, também merecem destaque.
O espetáculo, disfarçou bem a tragédia cotidiana de turbulência na saúde, segurança, moradia, política, economia, vírus da zika, águas poluídas e falta de operações básicas. 
Não se pode deixar de citar a bela ideia da prevenção contra a destruição do meio ambiente, já que a exaltação aos valores nacionais como nas outras festas, por aqui estão meio em baixa. 
Assim, novamente por aqui , teve-se um presidente vaiado e muita desorganização na estrutura olímpica que não são divulgados. Caso o Brasil do futebol midiático masculino vá mal, começam as críticas da grande mídia.

05 agosto 2016

VANDER LEE MORRE EM MG E A MÚSICA FICA MAIS POBRE

http://s2.glbimg.com/bRhUKKl0GjxMGgdU_RZToheiVhA=/620x465/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2016/08/05/vander-lee_059c_foto-bianca-tatamiya.jpg

O corpo do cantor e compositor mineiro Vander Lee é velado na noite desta sexta-feira (5), no Teatro Francisco Nunes, em Belo Horizonte. O músico morreu aos 50 anos nesta manhã, após ataque cardíaco. Ele deixou três filhos. O corpo será enterrado na parte da manhã deste sábado (6).

03 agosto 2016

NESTA QUARTA, ACONTECE A VOTAÇÃO DO PL 210 NO PLENÁRIO DO SENADO FEDERAL


CONACS - Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate as Endemias CONFIRMOU a data da votação do PL 210/2015 para ESTA QUARTA 03/08/2016, no plenário do Senado Federal, a partir das 16 horas. PL 210 trata da Aposentadoria Especial, Adicional de Insalubridade, Prioridade de atendimento no programa habitacional do governo federal Minha Casa Minha Vida, ajuda de custo para transporte e financiamento para cursos técnicos e outros direitos.
SERÁ TELEVISIONADO ATRAVÉS DA TV SENADO.

30 julho 2016

LULA É RÉU NA LAVA JATO POR TENTATIVA DE OBSTRUÇÃO DE JUSTIÇA


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, líder histórico da esquerda, virou réu por tentativa de obstrução das investigações do megaesquema de corrupção na Petrobras.
"A causa é por obstrução da Justiça", no âmbito da investigação da Operação Lava Jato, declarou nesta sexta-feira (29) uma porta-voz da promotoria de Brasília à AFP.
É a primeira vez que o fundador do Partido dos Trabalhadores, que foi presidente do Brasil de 2003 a 2010, irá a julgamento pelo escândalo que defraudou a Petrobras durante uma década, custando mais de 2 bilhões de dólares, para beneficiar dezenas de políticos, empresários e funcionários da empresa petroleira.
Lula, de 70 anos, deixou a presidência no fim de 2010 com mais de 80% de popularidade, devido seus programas sociais que tiraram mais de 40 milhões de brasileiros da pobreza.
Seu carisma foi fundamental para que o Rio de Janeiro fosse escolhido em 2009 como a cidade-sede dos Jogos Olímpicos que começarão em uma semana, mas seu legado foi assombrado pela gigantesca rede de corrupção descoberta na Petrobras, em que dezenas de políticos de seu partido estavam envolvidos.
Mas nem Lula, nem sua sucessora Dilma Rousseff, suspensa pelo Congresso enquanto é julgada por uma suposta manipulação das contas públicas, assistirão a cerimônia inaugural dos Jogos em 5 de agosto, que será liderada pelo presidente interino Michel Temer.
Na mesma decisão, o juiz federal Ricardo Leite aceitou uma denúncia por obstrução da justiça contra outras seis pessoas envolvidas no caso, entre elas o banqueiro André Esteves (ex-presidente do BTG Pactual), o empresário pecuarista, e amigo de Lula, José Carlos Bumlai e o ex-líder do Partido dos Trabalhadores (PT), o ex-senador Delcídio do Amaral.
Após saber que irá a julgamento, o ex-presidente insistiu nesta sexta-feira de sua inocência. "Duvido que haja alguém mais cumpridos da lei que eu. A única coisa que quero é respeito, que não haja um ajuizamento através dos titulares e filtrações contra pessoas inocentes", disse em uma seminário em São Paulo, citado pelo jornal Folha de S. Paulo.
"O que fizeram foi vingança política (...) O objetivo de tudo isso é tirar o Lula da campanha de 2018" à presidência do Brasil, afirmou.
Lula "já esclareceu ao procurador-geral da República, em uma declaração, que jamais interferiu ou tentou interferir em declarações relativas a Lava Jato", assinalou em uma nota o escritório de advogados Teixeira, Martins & Advogados, que representa o ex-presidente.
Quando for notificado "apresentará sua defesa e ao final sua inocência será certamente reconhecida", acrescentaram.
"A acusação se baseia exclusivamente na delação premiada de um réu confesso e sem credibilidade, que fez acordo com o Ministério Público Federal para ser transferido para a prisão domiciliar", acrescentaram os advogados de Lula, fazendo referência ao ex-senador Delcídio do Amaral.
Em declarações à promotoria, Delcídio afirmou que Lula, Esteves e Bumlai, entre outros, se juntaram para tentar comprar o silêncio do ex-diretor da área internacional da Petrobras, Nestor Cerveró, que se prestava a assinar um acordo com a justiça e proporcionar detalhes de como funcionava o esquema de subornos na estatal.
A tentativa de silenciar Cerveró motivou a denúncia pelo crime de obstrução da justiça.
A prisão de Delcídio, em novembro de 2015, quando ainda era membro do Congresso, convulsionou a classe política e em especial o PT, temeroso das repercussões que sua confissão poderia trazer para seus filiados.
A justiça investiga também se Lula, que por ser um ex-presidente não está protegido por foros, se beneficiou de supostos pagamentos de construtoras que obtinham contratos na Petrobras em troca de subornos.
O ex-presidente apresentou na quinta-feira (28) uma demanda ao Comitê de Direitos Humanos da ONU, em Genebra, para denunciar "abusos de poder" contra ele por parte do juiz Sérgio Moro, que lidera a investigação da Lava Jato.
O julgamento contra Lula chega em um momento difícil para o PT, abatido por diversos escândalos de corrupção, além do processo de impeachment de Dilma Rousseff, sua sucessora, que está em curso no Congresso.
Rousseff foi provisoriamente suspensa em 12 de maio, acusada por seus opositores de maquiar e usar irregularmente as contas públicas em 2014 - ano de sua reeleição - e 2015.
O Senador decidirá no final de agosto, após o fim dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, se Dilma deverá ser afastada definitivamente do cargo e se seu vice-presidente e ex-aliado político, Michel Temer (PMDB), a substituirá na presidência até que novas eleições presidenciais ocorram em 2018.
"Estamos esperando que o impeachment seja resolvido entre os dias 25 e 26 de agosto, porque se for verificado nos dia 4, 5 ou 6 de setembro, o Brasil não poderá estar na cúpula do G20 (na China). O undo necessita saber quem é o presidente" do Brasil, disse Temer nesta sexta-feira em uma entrevista com a AFP e outras agências internacionais.

da Isto é

29 julho 2016

PERPART ITINERANTE REALIZA ATENDIMENTO EM PAULISTA


O município de Paulista recebe a partir desta quarta (27) o projeto Perpart Itinerante. A ação promove atendimento imobiliário a cidadãos que moram nos núcleos habitacionais remanescentes de políticas públicas do Governo do Estado e que estão hoje sob responsabilidade da Perpart. O serviço ficará disponível até a terça-feira (2 de agosto), com exceção do sábado e do domingo.

Os mutuários da antiga Cohab que residem nos bairros de Maranguape I e II, Arthur Lundgren I e II, Jardim Paulista, Paulista Centro e Mirueira devem se dirigir ao Clube Municipal de Paulista, na Rua do Nobre, s/n. O atendimento é das 8h às 12h ou das 13h às 16h e de 8h às 11h na sexta-feira.
Na ocasião, será possível receber as escrituras definitivas previamente solicitadas, bem como resolver pendências documentais de unidades habitacionais e obter esclarecimentos jurídicos.
Para que o atendimento seja efetivado, é preciso levar originais e cópias da identidade, CPF, certidão de casamento (ou de nascimento, se solteiro), documentação do imóvel, carnê da Cohab, quitação da Caixa Econômica Federal, distrato, recibo de compra e venda com firma reconhecida e/ou procuração e certidão de propriedade e ônus do imóvel.
“O Perpart Itinerante tem como finalidade oferecer ao cidadão maior acesso aos serviços prestados pela empresa, além de comodidade ao deslocar nossa atendimento para perto de sua casa. A participação dos mutuários é fundamental, pois as escrituras valorizam o imóvel, asseguram direitos e oferecem vantagens, como a possibilidade de se candidatar a linhas de crédito e financiamentos no momento da reforma ou venda”, diz o diretor-presidente da Perpart, Oscar Victor.
Desde o surgimento do Perpart Itinerante, em 2011, 18 municípios foram visitados, com mais de oito mil pessoas atendidas. A ação vai até a comunidade em dias programados, mas o atendimento aos mutuários de todas as unidades habitacionais é contínuo e acontece na sede da empresa de segunda a sexta-feira.
Atendimento ao cidadão - A Pernambuco Participações e Investimentos (Perpart), empresa estadual sob governança da Secretaria de Administração do Estado (SAD), fica na Rua Dr. João Lacerda, 395, bairro do Cordeiro, ao lado do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) . O horário de atendimento imobiliário na sede da empresa é de segunda-feira a quinta-feira das 8h às 11h30 e das 14h às 17h e às sextas-feiras das 8h às 11h30 no Núcleo de Atendimento ao Cidadão (Naci).